Mais de 20 médicos de hospitais de Lisboa investigados por falsificarem entradas e saídas ao serviço

Com origem numa denúncia de outro clínico, a investigação do Ministério Público teve início em 2019 e ainda não está concluída. Ou seja, os profissionais em causa ainda não foram acusados. Falsidade informática e burla são alguns dos crimes que podem vir a ser-lhes imputados.

Foto
O hospital de São José pertence ao Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central (CHULC) Rui Gaudencio

Mais de duas dezenas de médicos de hospitais do centro de Lisboa foram constituídos arguidos por picarem o ponto uns pelos outros, enganando assim o sistema de controlo de assiduidade. Todos continuam em funções, situação que poderá vir a manter-se até ao desfecho do respectivo processo judicial.

Sugerir correcção
Ler 100 comentários