Magalhães e Elcano navegam no mesmo barco, na nova série espanhola da Amazon

Sem Limites, que na sexta-feira chega a Portugal, desvia-se um pouco da história documentada da primeira viagem de circum-navegação em prol do entretenimento. Rodrigo Santoro e Álvaro Morte, os protagonistas, falaram ao PÚBLICO.

streaming,cultura,televisao,historia,culturaipsilon,amazon,
Fotogaleria
Rodrigo Santoro como Fernão de Magalhães em Sem Limites Amazon Prime Video
streaming,cultura,televisao,historia,culturaipsilon,amazon,
Fotogaleria
Álvaro Morte como Sebastião Elcano em Sem Limites Amazon Prime Video

O ano de 2019 começou com um sobressalto mediático vindo de há 500 anos. Talvez empolado, como lamentavam alguns historiadores, ou nacionalista, como diziam outros, perante os artigos do diário espanhol ABC que acusavam Portugal de pretender “apagar o império espanhol da volta ao mundo” quando se assinalavam os cinco séculos do início da primeira viagem de circum-navegação. Faltava, argumentava-se então, o nome de Juan Sebastián Elcano na candidatura portuguesa dos documentos da viagem ao Registo da Memória do Mundo da UNESCO, e faltavam também mais referências à Espanha que financiou a expedição imaginada pelo português Fernão de Magalhães. Chegados a 2022, quando se cumprem os 500 anos do final da proeza, uma coisa é certa: foi mesmo Espanha a fazer a primeira série televisiva que celebra a primeira volta ao mundo. Sem Limites estreia-se na Amazon Prime Video na sexta-feira, com Rodrigo Santoro como Magalhães e Álvaro Morte, o Professor de La Casa de Papel, como Elcano. Que avisam: “Não é uma série documental.”

Sugerir correcção
Ler 2 comentários