Falta de médicos. Quem determina quantas vagas há para internatos? E nas faculdades?

Marta Temido diz que a melhoria da capacidade formativa é essencial para dar resposta à falta de médicos e admitiu que Portugal poderá recrutar e formar especialistas no estrangeiro. Já a Ordem dos Médicos diz que há profissionais suficientes e que a abertura de mais vagas nas faculdades não resolverá o problema. Perguntas e respostas sobre esta questão.

Foto
Nelson Garrido

O Governo vai avançar neste Verão com um “plano de contingência” para responder à falta de profissionais nos serviços de urgência de ginecologia e obstetrícia que se tem sentido de forma mais aguda nos últimos dias.

Sugerir correcção
Ler 43 comentários