Marrocos veio a Évora dar-lhe mais cor e arte

No Palácio de Cadaval, a poucos metros do Templo de Diana, há uma nova exposição que associa arte contemporânea à moda. Depois de uma pausa de dois anos, o espaço reabre mais colorido, cultural e com Marrocos no ar.

yves-saint-laurent,exposicao,moda,evora,artes,marrocos,
Fotogaleria
Na Igreja de São João Evangelista, vêem-se 14 manequins com peças criadas pelo estilista entre os anos 70 e 90 Daniel Rocha
yves-saint-laurent,exposicao,moda,evora,artes,marrocos,
Fotogaleria
A exposição conta com trabalhos de 12 artistas contemporâneos Daniel Rocha
yves-saint-laurent,exposicao,moda,evora,artes,marrocos,
Fotogaleria
Uma obra de Noureddine Amir, o primeiro estilista africano a apresentar uma colecção de alta-costura em Paris Daniel Rocha

ODepois de ter estado dois anos fechado para restauro, o Palácio dos Duques de Cadaval volta a abrir as suas portas com algo “novo e fresco” que pretende aproximar Marrocos de Portugal e, acima de tudo, com todo um novo mundo de cor a envolvê-lo. É assim que Alexandra de Cadaval, membro da família proprietária do palácio e quem tem estado à frente do seu restauro e dinamização cultural, nos dá as boas-vindas, prenunciando a forte ligação à componente da cor que se revelará uma presença constante ao longo da exposição Love – Marrakech opened my eyes to color - Yves Saint Laurent.

Sugerir correcção
Comentar