A cultura, quando nasce, é para todos

Um Corpo que Dança é o melhor filme de Marco Martins até hoje, é um extraordinário olhar para um país em mudança através da lente de uma companhia de bailado.

Martins não desenha apenas a evolução de uma companhia; conta também a história da cultura em Portugal durante os 40 anos de existência do Ballet Gulbenkian
Fotogaleria
Martins não desenha apenas a evolução de uma companhia; conta também a história da cultura em Portugal durante os 40 anos de existência do Ballet Gulbenkian
Martins não desenha apenas a evolução de uma companhia; conta também a história da cultura em Portugal durante os 40 anos de existência do Ballet Gulbenkian
Fotogaleria
Martins não desenha apenas a evolução de uma companhia; conta também a história da cultura em Portugal durante os 40 anos de existência do Ballet Gulbenkian

Vamos, por um momento, pôr de lado o facto de, no papel, Um Corpo que Dança ser uma “história” do Ballet Gulbenkian desde as suas origens até ao seu encerramento em 2005. Porque o que está no ecrã, sendo isso, é muito mais do que isso e é muito mais interessante do que “apenas” isso.

Sugerir correcção
Comentar