Trabalho sexual é trabalho. Regulem-no!

Como é que, em 2022, ainda estamos aqui? O debate sobre o trabalho sexual está contaminado por muitos equívocos.

Segundo as estatísticas existentes, haveria na União Europeia entre 750 mil e 1,3 milhões trabalhadores sexuais no final da década passada. Em Portugal, seriam entre 9700 e 28 mil, segundo o artigo Assessing how large is the market for prostitution in the European Union, de 2018, que recolhe informação das (poucas) fontes disponíveis - ONG com trabalho no setor e ONU. Em Portugal, segundo um inquérito de 2010 realizado a 1040 profissionais do sexo, da inciativa de uma série de ONG, 82% dos trabalhadores do sexo eram mulheres, 10% homens e 8% transgénero.

Sugerir correcção
Ler 76 comentários