Boris Johnson muda regras: violação do código de conduta dos ministros já não obriga à demissão

Oposição acusa o primeiro-ministro britânico de querer “salvar a própria pele” depois das falhas e violações divulgadas no relatório sobre o “Partygate”.

Foto
O primeiro-ministro tem estado sob enorme pressão para se demitir devido ao escãndalo das festas durante a pandemia e as suas mentiras depois EPA/ANDY RAIN

O Governo britânico divulgou na sexta-feira uma nova versão do seu código de conduta que estabelece que um ministro que tenha violado as regras pode sofrer uma sanção, mas não é “automaticamente” obrigado a pedir a demissão do cargo. O Partido Trabalhista reagiu acusando Boris Johnson de querer “salvar a sua própria pele”.

Sugerir correcção
Ler 11 comentários