Reino Unido aceita dialogar com a Grécia sobre regresso a Atenas dos mármores do Pártenon

Diálogo intergovernamental foi acordado pela UNESCO. Reunião “será agendada no seu devido tempo”.

Foto
Os mármores trazidos de Atenas por Lorde Elgin estão no Museu Britânico desde 1816 Dylan Martinez/Reuters

Na já longa disputa em torno do regresso dos mármores do Pártenon a Atenas, novos episódios relatados nos últimos dias dão conta de mexidas nos dois campos que se opõem há quase 40 anos: a Grécia e o Reino Unido aceitaram dar início a uma ronda intergovernamental de negociações, instadas pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO); o director-adjunto do Museu Britânico afirmou que grande parte da escultura retirada de Atenas no século XIX por ordem de Lorde Elgin, considerada a quinta-essência da arte clássica, foi encontrada “nos escombros” à volta do monumento situado na Acrópole.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários