Teatro Municipal do Porto poderá vir a ter uma direcção artística partilhada

A hipótese foi posta em cima da mesa por Rui Moreira na conferência de imprensa em que se oficializou a saída de Tiago Guedes, que vai dirigir a Maison de la Danse de Lyon.

Foto
Rui Moreira e Tiago Guedes trocaram elogios mútuos na despedida do programador ADRIANO MIRANDA

É possível que a nova direcção artística do Teatro Municipal do Porto (TMP) venha a ser partilhada entre um nome da actual equipa e uma pessoa externa, portuguesa ou estrangeira, mas ainda não estão definidos os moldes do processo de selecção para a sucessão de Tiago Guedes, disse ao PÚBLICO Rui Moreira, presidente da Câmara do Porto (CMP) e vereador da Cultura da cidade, no final da conferência de imprensa que esta sexta-feira oficializou a saída do programador e coreógrafo. O director artístico do TMP vai liderar, a partir de Julho, a Maison de la Danse de Lyon, em França, uma das mais importantes instituições da dança contemporânea europeia, e, por inerência, dirigir a Bienal de Dança da mesma cidade, um acontecimento de referência no panorama internacional.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários