Jornalista da Al Jazeera morta numa operação militar israelita em Jenin

Qatar, Autoridadade Palestiniana e a estação de televisão acusam Israel pela morte da jornalista Shireen Abu Akleh, “narradora da causa palestiniana”. Israel diz que podem ter sido militantes palestinianos a disparar o tiro.

Foto
Shireen Abu Akleh, jornalista veterana da Al Jazeera em Jerusalém, morreu atingida por um tiro EPA/AL JAZEERA HANDOUT

A jornalista Shireen Abu Akleh, da emissora Al Jazeera, com sede no Qatar, foi morta por um tiro durante uma operação militar levada a cabo por Israel em Jenin, na Cisjordânia, na madrugada desta quarta-feira. Era mais do que uma jornalista. Era um símbolo palestiniano”, escreveu no diário israelita Haaretz a jornalista Sheren Falah Saab.

Sugerir correcção
Ler 11 comentários