Há pais que se recusam a dar smartphones aos filhos. Estas são as suas histórias

Adriana Stacey assume uma linha dura numa guerra travada em casas por todo o mundo, enquanto os adultos tentam limitar o uso de smartphones que acreditam poder ser prejudicial para as crianças.

Foto
camilo jimenez/Unsplash

Para Adriana Stacey, é muito simples: “Nunca vou comprar um smartphone a nenhum dos meus filhos.” Esta é uma postura pessoal que surgiu das suas experiências profissionais.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários