Líderes republicanos quiseram afastar Trump da Casa Branca: “Os democratas vão tratar do filho da mãe por nós”

Depois do ataque de apoiantes de Donald Trump contra o Capitólio, os principais líderes do Partido Republicano no Congresso dos EUA defenderam, em privado, que o então Presidente norte-americano devia resignar ao cargo, ou ser destituído. Surpreendidos com a falta de apoio no eleitorado, Mitch McConnell e Kevin McCarthy recuaram e deixaram de criticar Trump.

Foto
Mitch McConnell, o líder dos republicanos no Senado Reuters/LEAH MILLIS

Nos dias que se seguiram à invasão do Capitólio dos Estados Unidos da América, a 6 de Janeiro de 2021, os líderes do Partido Republicano nas duas câmaras do Congresso tomaram o pulso a Donald Trump e julgaram não encontrar sinais de vida.

Sugerir correcção
Ler 8 comentários