O papel de Paulo Portas

Nuno Melo, tal a missão difícil que tem em mãos, parece que vai passar a ter uma ajuda preciosa e cirúrgica de Paulo Portas, comentador televisivo de política internacional, senador da República e possível candidato presidencial da direita quer o CDS exista ou não em 2026

O congresso do CDS foi um palco de união de primos desavindos que deixou no ar alguma nostalgia. Manuel Monteiro discursou e entusiasmou os militantes como há quase 30 anos, Paulo Portas chegou ao espaço do congresso rodeado de jornalistas e câmaras de filmar, como há 20 anos. Visto à distância, soube mais a passado e menos a futuro apesar das palavras esforçadas de Nuno Melo, o novo líder eleito com uma esmagadora maioria, e dos confettis azuis e brilhantes que iluminaram a sala no domingo.

Sugerir correcção
Ler 4 comentários