Professora da Universidade do Porto acusada de atacar colegas com garrafa de ácido

Alegada agressão foi registada pela PSP e valeu um processo disciplinar. Uma segunda queixa, desta vez por assédio, levou à suspensão da docente na semana passada.

Foto
Alegadas agressões aconteceram num laboratório da Faculdade de Farmácia da UP em 2021 PAULO PIMENTA

Uma professora da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto (FFUP) está a ser alvo de um processo disciplinar depois de ter sido acusada de agredir, com uma garrafa de ácido nítrico, dois colegas de trabalho num laboratório da instituição. As vítimas, um professor e uma técnica superior, sofreram ferimentos ligeiros. A docente em causa, catedrática e responsável pelo laboratório, garante que se tratou de “um acidente”. Na semana passada, uma nova queixa contra a mesma pessoa, desta vez com acusações de assédio laboral, levou a direcção da faculdade a suspendê-la de imediato de funções.

Sugerir correcção
Ler 7 comentários