A paz, o pão, educação, saúde

A Educação, a independência das mulheres (não a erradicação do machismo estrutural), a Saúde e a diminuição da pobreza sistémica são as grandes vitórias do 25 de Abril.

Foto
As primeiras eleições livres em 1975 Alfredo Cunha

Um dos primeiros mandamentos dos republicanos era a aposta na Educação. Apesar da propaganda e da criação de um certo número de escolas e centros republicanos de instrução (em algumas escolas primárias ainda de pé, fundadas por republicanos ilustres, ainda se pode ver os símbolos maçónicos) falharam redondamente. Em 1926, quando se dá o golpe militar de Gomes da Costa – que desembocará na ditadura formalizada na Constituição de 1933 –, a taxa de analfabetismo horroriza qualquer cidadão nascido depois do 25 de Abril: 66,2%, distribuído desigualmente entre mulheres, então cidadãos de segunda (73,3%) e homens (58,1%). O censos de 2011 regista uma taxa de 6,8% de portugueses que não sabem ler nem escrever.

Sugerir correcção
Ler 6 comentários