O Governo dos delfins e da continuidade

António Costa prometeu um governo mais pequeno e mais ágil do que o anterior. A primeira premissa está garantida; a segunda, logo veremos. Estes tempos elevam a fasquia da exigência.

Foto
Nuno Ferreira Santos

Uma legislatura que associa um governo de maioria absoluta, o rescaldo da pandemia, uma guerra na Europa, de efeitos imprevisíveis, e a aplicação do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) seria a oportunidade ideal para a formação de um executivo com outro peso político e técnico que o terceiro Governo de António Costa não tem.

Sugerir correcção
Ler 14 comentários