Prisão preventiva de Mário Machado nas mãos do Tribunal da Relação de Lisboa

Recurso foi interposto pelo Ministério Público ainda antes de a juíza de instrução criminal ter desobrigado o militante da extrema-direita de se apresentar quinzenalmente às autoridades enquanto estiver na Ucrânia. Ministério Público vai recorrer igualmente deste despacho.

Foto
Mário Machado saiu de Portugal na passada sexta-feira e já deve ter chegado à Ucrânia Enric Vives-Rubio

Pouco antes de no final da semana passada a juíza de instrução Catarina Vasco Pires ter desobrigado o antigo líder de movimentos de extrema-direita Mário Machado de se apresentar quinzenalmente às autoridades enquanto estiver na Ucrânia, chegou ao Tribunal da Relação de Lisboa, no âmbito do mesmo inquérito, um recurso a insistir na prisão preventiva do neonazi.

Sugerir correcção
Ler 20 comentários