Chimpanzés tratam as próprias feridas (e as dos outros) com insectos

Cientistas registam pela primeira vez chimpanzés a usar insectos como curativos, tanto nos seus próprios ferimentos como nos dos outros, o que sugere que os comportamentos pró-sociais e a empatia não são exclusivos dos humanos.

Foto
Três dos chimpanzés que habitam no Parque Nacional de Loango, no Gabão Tobias Deschner/Projecto Chimpanzé Ozouga

Na manhã de 13 de Novembro de 2019, Suzee, um chimpanzé adulto fêmea, estava a descansar acompanhada por Sia, o filho adolescente. Sia tinha uma ferida aberta de três centímetros no pé esquerdo e, por isso, estava deitado de costas. A certa altura Suzze senta-se, apanha um insecto que estava num ramo próximo, olha-o entre os dedos e coloca-o cuidadosamente entre os lábios. Depois aplica-o na ferida do filho, extraindo e colocando o insecto mais duas vezes usando a boca e os dedos.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários