Pintas Character 2019: quando o vinho nos transporta até um lugar

Um tinto de grande classe, na originalidade aromática que nos leva ao vale do Pinhão, no seu nervo de tanino, na sua textura e, como numa sinfonia, no balanço geral da prova.

Foto

O Douro é uma região demasiado grande para poder acolher sob a sua égide a enorme diversidade dos seus vinhos. Não admira, por isso, que para os produtores, como para os consumidores, seja cada vez mais atraente associar a grande marca do vale às condições únicas das suas sub-regiões (Baixo Corgo, Cima Corgo e Douro Superior) ou, de uma forma ainda mais específica, a vales dos seus afluentes ou até a planaltos mais frescos como o de Alijó. No caso dos vales, a história é longa e o reconhecimento consensual. E ainda mais longa e consensual quando se trata do vale do Pinhão – ou numa comparável escala de grandeza ao vale do rio Torto.

Sugerir correcção
Comentar