Líder do CDS critica sondagens e proclama inutilidade do voto útil

Francisco Rodrigues dos Santos diz que até será fácil recuperar deputado de Viana, que tem a Matemática do seu lado.

Foto
Comitiva do CDS visitou ontem distrito de Viana do Castelo LUSA/ARMÉNIO BELO

Na “capital do CDS”, como Francisco Rodrigues dos Santos chamou esta noite a Ponte de Lima, o presidente do partido voltou a pôr em causa a credibilidade das sondagens que dão resultados próximos do empate técnico a PS e PSD, promovendo a bipolarização e sugerindo a eleição de zero a dois deputados pelo CDS, em vez dos actuais cinco.

Sugerir correcção
Ler 4 comentários