Rússia, NATO ou neutralidade? As alternativas para a Ucrânia

1. Na Europa, ainda hoje se sentem as sequelas do final da Guerra Fria e da dissolução da União Soviética em 1991. Um mapa político europeu reconfigurado emergiu nessa altura. Resultado dessas transformações, as instituições euro-atlânticas, a União Europeia e a NATO, alargaram-se substancialmente ao centro e leste europeu. Ultimamente, duas realidades geopolíticas competem pela reconfiguração do espaço europeu: a União Europeia/NATO e a Rússia que regressou em força. Entre ambas ficaram os antigos territórios soviéticos da Bielorrússia, Ucrânia e Moldávia. Não por acaso, estão no centro de instabilidade e tensões políticas, algo que é particularmente visível e intenso na Ucrânia.

Sugerir correcção
Ler 50 comentários