Os segredos de John Coustos em Lisboa no livro A Maçonaria, de John Dickie

Logo no primeiro capítulo de A Maçonaria, o professor de Estudos Italianos na University College London John Dickie fala-nos de John Coustos, um joalheiro londrino que em 1743 quando ia sair de um café de Lisboa foi algemado e levado para a sede portuguesa do Santo Ofício da Inquisição. O livro chega esta quinta-feira às livrarias pelas Edições 70.

Foto
John Dickie dr/Facebook do autor

Em 14 de março de 1743, quando ia a sair de um café de Lisboa, John Coustos, um joalheiro londrino de quarenta anos, foi agarrado, algemado e empurrado para um cabriolé. Pouco depois, deu por si num dos edifícios mais temidos da Europa. Erguendo-se a norte da praça do Rossio, o Palácio dos Estaus abrigava a sede portuguesa do Santo Ofício da Inquisição. Como centenas de bruxas, hereges e judeus que para lá tinham sido levados antes dele, Coustos teve se despir, ficando apenas de roupa interior, e deixar que lhe rapassem o couro cabeludo.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários