João Rendeiro regressa sexta-feira ao tribunal mas deverá continuar preso, diz advogada

Procuradoria-Geral da República anunciou que estava a ponderar enviar uma equipa de procuradores para auxiliar as autoridades sul-africanas no processo de extradição, mas a poucos dias da próxima audiência ainda não é certo que tal acontecerá.

Foto
João Rendeiro opõe-se à extradição LUSA/Luis Miguel Fonseca

O ex-presidente do BPP, João Rendeiro, que está detido na África do Sul desde o dia 11 de Dezembro, tem o regresso ao tribunal marcado para a próxima sexta-feira, dia 21 de Janeiro, mas a expectativa da sua defesa é a de que continue em prisão preventiva.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários