Françoise Nuñez (1957-2021), a fotógrafa que se alimentava da viagem

Dizem que não era fácil conhecer Françoise Nuñez. Que tudo nela era “segredo” e “contenção”. E, no entanto, Françoise foi deixando portas entreabertas para o seu “percurso íntimo” — uma vasta e intensa obra fotográfica.

Foto
Françoise Nuñez, no México, em 1981 Bernard Plossu/Cortesia Galerie Camera Obscura, Paris

Françoise Nuñez era uma mulher muito bela. E uma belíssima fotógrafa.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários