Face à Ómicron, dose de reforço da Moderna faz aumentar anticorpos 37 vezes

Empresa norte-americana divulga dados preliminares sobre eficácia da sua vacina contra a covid-19 face à nova variante. Está ainda a desenvolver outras vacinas adaptadas às estirpes que vão surgindo do vírus SARS-CoV-2.

Foto
Em Portugal, as doses de reforço são administradas com a Moderna e a Pfizer-BioNtech Reuters/Mike Segar

A dose de reforço da vacina da Moderna parece proteger de forma eficaz contra a variante Ómicron, anunciou a empresa num comunicado em que revela resultados de ensaios clínicos que estão a decorrer. Na dose que está aprovada, com 50 microgramas de ARN-mensageiro (ARNm), a vacina faz aumentar em 37 vezes a quantidade de anticorpos neutralizantes do vírus SARS-CoV-2, em relação aos níveis que se verificavam antes do reforço.

Sugerir correcção
Ler 5 comentários