Novo apoio à contratação permanente de desempregados pode atingir 9570 euros

Portaria enviada aos parceiros sociais prevê majorações para empresas abrangidas por contratos colectivos, que paguem acima dos 1410 euros ou que empreguem jovens ou pessoas com deficiência. Empregador terá um apoio ao pagamento das contribuições para a segurança social durante um ano.

Foto
Ana Mendes Godinho destaca valorização da entrada no mercado de trabalho dos jovens com salários acima da média LUSA/ANTÓNIO COTRIM

O Governo prepara-se para lançar, durante o mês de Janeiro, uma nova medida para incentivar a contratação permanente de desempregados e, ao mesmo tempo, incentivar a entrada de jovens no mercado de trabalho com salários mais altos e valorizar a contratação colectiva. O Compromisso Emprego Sustentável, financiado pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), prevê o pagamento às empresas de um subsídio que pode chegar aos 9573 euros por trabalhador admitido para o quadro, a que acresce um apoio correspondente a metade da Taxa Social Única (TSU) no primeiro ano do contrato.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários