Caso EDP: Manuel Pinho detido para acautelar possível fuga à justiça

O advogado de Manuel Pinho considera a detenção do antigo ministro um “verdadeiro abuso de poder”. Antigo ministro viverá em Alicante, em Espanha.

Foto
daniel rocha

O antigo ministro da Economia Manuel Pinho foi detido esta terça-feira no Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), onde se tinha apresentado para ser ouvido pelos procuradores no âmbito do caso EDP. A informação foi confirmada pelo seu advogado, Ricardo Sá Fernandes, que considerou que a decisão representa um “verdadeiro abuso de poder”. A mulher do ex-ministro, Alexandra Pinho, também foi objecto de um mandado de detenção, que acabou por não ser cumprido.

Sugerir correcção
Ler 71 comentários