Colchete: “A lingerie deve ser um investimento, porque é um equipamento de saúde”

No pequeno atelier na Terceira, Cátia Carvalho já realizou perto de mil sessões de avaliação e correcção do tamanho de soutien. É o primeiro serviço deste género nos Açores.

mulheres,consumo,moda,design,saude,acores,
Fotogaleria
A fundadora da Colchete, Cátia Carvalho Márcio Borges
mulheres,consumo,moda,design,saude,acores,
Fotogaleria
O interior do atelier da Colchete Márcio Borges
mulheres,consumo,moda,design,saude,acores,
Fotogaleria
O quarto de provas Márcio Borges
mulheres,consumo,moda,design,saude,acores,
Fotogaleria
A Colchete fica na Rua da Graça N.º27, Praia da Vitória Márcio Borges

Em pouco mais de um ano, Cátia Carvalho já realizou perto de um milhar de sessões de avaliação e correcção do tamanho de soutien na Colchete — a primeira marca a oferecer este serviço nos Açores. No pequeno atelier na Praia da Vitória, ilha Terceira, cabem mais de mil soutiens, de 32 modelos diferentes. A lingerie, garante a empresária, é uma questão de saúde, com uma influência tremenda na auto-estima da mulher. “Costumo dizer, em jeito de brincadeira, que vou mudar o mundo a vender um soutien de cada vez”, declara, com humor, ao PÚBLICO.

Sugerir correcção
Comentar