Corrida para Capital Europeia da Cultura arranca com 12 cidades e fica mais estreita em 2022

Escolha final só deverá ser conhecida em 2023, mas há uma pré-selecção logo no início do próximo ano. Entre ilhas, Norte e Sul, há uma dúzia de cidades candidatas.

Foto
Guimarães foi Capital Europeia da Cultura em 2012 Paulo Pimenta

As cidades que querem ser Capital Europeia da Cultura (CEC) em 2027, ano em que o título volta a Portugal, tiveram que submeter as candidaturas até dia 23 de Novembro. O Gabinete de Estratégia, Planeamento e Avaliações Culturais (GEPAC), a unidade do Ministério da Cultura que conduz o processo, confirma a recepção de 12 documentos: vieram de Aveiro, Braga, Coimbra, Évora, Faro, Funchal, Guarda, Leiria, Oeiras, Viana do Castelo, Ponta Delgada e de Vila Real. Pelo caminho ficou Bragança, que tinha anunciado a intenção, mas não chegou a avançar.

Sugerir correcção
Comentar