Reconfiguração do Museu Romântico do Porto foi um “fuzilamento” aos museus

“Porque é que houve a necessidade de fuzilamento ao conceito de museu, aos museólogos e aos cerca de 500 mil euros que foram investidos na anterior solução?”, questionou João Neto, presidente da Associação Portuguesa de Museologia, durante o debate cívico online Revolução no Museu Romântico do Porto.

Foto
A remodelação do antigo Museu Romântico foi criticada pelos diferentes partidos políticos e alvo de uma petição que conta já quatro mil subscritores Câmara Municipal do Porto

O presidente da Associação Portuguesa de Museologia (APOM), João Neto, afirmou esta quarta-feira que a reconfiguração do Museu Romântico do Porto foi um “fuzilamento” ao conceito de museu e aos museólogos, considerando a situação “lamentável”.