Nuno Artur Silva: “Cinema e audiovisual deve ser prioridade nacional trabalhada pelo Governo como um todo”

Secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media falou à margem do ONSeries Lisboa sobre as séries portuguesas e reiterou que “o entretenimento, a cultura mais pop, o cinema de género — tudo isso não tem lugar no sistema de júris” do ICA.

Foto
Nuno Artur Silva, secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media Rui Gaudêncio

O secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media foi ao ONSeries Lisboa, o primeiro encontro internacional dedicado às séries de TV portuguesas, defender que “a indústria do cinema e do audiovisual deve ser considerada como uma prioridade nacional” e uma questão “trabalhada pelo Governo como um todo”. Perto de fechar um ciclo com as eleições legislativas de Janeiro, e depois de ter falado no evento no Centro Cultural de Belém, Nuno Artur Silva disse ao PÚBLICO que “há algum optimismo” no que toca à criação de uma verdadeira indústria em torno das séries portuguesas, “mas este é um caminho que está a começar”.

Sugerir correcção
Comentar