CAP: duodécimos não deverão atrasar (ainda mais) financiamento à agricultura

Governo prefere focar a taxa de execução do programa de apoio ao investimento na agricultura, a Confederação dos Agricultores Portugueses enfatiza o que falta gastar do PDR2020. Programação deverá conseguir contornar a falta de Orçamento do Estado aprovado nos primeiros meses de 2022.

Foto
PDR é o programa que gere fundos europeus e nacionais para apoiar investimentos na agricultura. Gregorio Cunha

Num ponto, Ministério da Agricultura e CAP concordam – não vai ser a gestão por duodécimos da despesa pública a partir de 1 de Janeiro, até haver novo Orçamento do Estado (OE), que irá impedir que o investimento no sector se faça. Mas a Confederação dos Agricultores Portugueses (CAP) preferia que fosse por outros motivos que não o estado actual da execução do programa que financia com dinheiros europeus e nacionais os investimentos agrícolas e florestais.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários