Dinheiro da Transição Justa vai prevenir encerramentos nos sectores do vidro e cerâmica

Acordo de parceria para o Portugal 2030 prevê que região Norte receberá 60 milhões, Médio Tejo e Centro Litoral vão repartir 90 milhões e Alentejo Litoral terá 74 milhões das verbas europeias para mitigar os efeitos da transição energética, como o encerramento de empresas e a descarbonização da indústria.

Foto
Sines, onde funcionava a central a carvão da EDP, será um dos territórios abrangidos Miguel Manso

A distribuição do cheque europeu de 224 milhões de euros para a chamada Transição Justa vai contemplar três regiões do país. O Norte (Área Metropolitana do Porto - Matosinhos) receberá 60 milhões de euros; o Centro (que abrange o Médio Tejo e o Centro Litoral) terá uma dotação de 90 milhões e, para o Alentejo Litoral, estão destinados 74 milhões de euros. 

Sugerir correcção
Comentar