Adam Tooze: “Esta crise foi um triunfo das políticas keynesianas audazes”

Adam Tooze, historiador económico britânico, diz que a forma como os Estados intervieram em 2020 deve servir de exemplo para outras crises, como a das alterações climáticas. Portugal, que em 2015 “tinha apenas uma agência de rating canadiana a segurar o apoio do BCE” e a “Alemanha a dar sermões”, não pode arriscar-se a “um confronto com a UE”.

Foto
Adam Tooze afirma que “já há coligações na Europa que querem de forma muito urgente restaurar a disciplina orçamental” DANIEL ROCHA

Com dois livros – um sobre a crise financeira internacional e outro sobre a crise económica provocada pela pandemia (Shutdown: How Covid Shook the World’s Economy) – e uma presença constante nos mais destacados jornais internacionais, o historiador económico Adam Tooze tornou-se nos últimos anos um dos pensadores mais relevantes, principalmente à esquerda do espectro político, sobre a forma como tem evoluído a ciência e a política económica.

Sugerir correcção
Ler 41 comentários