A escola voltou com alunos mais ansiosos e mais apáticos. A matéria perdida não ajuda

No regresso à normalidade possível, depois de dois anos lectivos marcados pela pandemia, as reacções dos alunos são muito diferentes. Há quem tenhas “saudades” do ensino à distância e há quem sentisse ânsia de voltar a conviver diariamente com os colegas. Os professores notam mudanças nos comportamentos e os psicólogos clínicos reportam um aumento nos pedidos de ajuda. Mas para quem está em ano de final de ciclo as preocupações não são diferentes das de outros anos: as provas nacionais no final do percurso.

Foto
Adriano Miranda

Mais ansiosos, com uma postura mais apática, com maior desfasamento nos desempenhos. São algumas das características que sobressaem entre os alunos neste regresso às aulas com alguma “normalidade”, mas que não permitem generalizações, já que as reacções a dois anos de pandemia têm sido muito diversas, apontam psicólogas escolares ouvidas pelo PÚBLICO.

Sugerir correcção
Ler 15 comentários