O rosto dos buzinões de 1994 regressou aos protestos pelos combustíveis. Agora, situação é “mais grave”

Aristides Teixeira foi o rosto dos buzinões de 1994 contra o aumento das portagens e, em 2000, também liderou os protestos já contra o aumento do preço dos combustíveis. Agora, regressou ao activo e garante que a situação é “muito mais grave”.

Foto
Aristides Teixeira foi o rosto dos buzinões de 1994 contra o aumento das portagens Daniel Rocha/PÚBLICO

Em 1994, Aristides Teixeira, presidente da Associação Democrática de Utentes da Ponte 25 de Abril, tornou-se um dos principais rostos dos mediáticos protestos contra o aumento das portagens. O acontecimento, dizem, foi o rastilho para o fim do Governo de Cavaco Silva. Em 2000, o activista também liderou os protestos contra o aumento do preço dos combustíveis, na altura em que António Guterres era primeiro-ministro. No dia 21 de Outubro de 2021, Aristides Teixeira, com 61 anos, regressou à Ponte 25 de Abril para protestar e fazer ouvir as buzinas contra a escalada dos combustíveis. Em entrevista ao PÚBLICO, garante que a situação é, agora, “muito mais grave” do que nos momentos anteriores.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários