Horas extras no SNS não param de aumentar. Recorde de 2020 prestes a ser batido

“O pagamento de horas extraordinárias é, no actual contexto, a única forma de não provocar rupturas no SNS, porque não existem profissionais disponíveis no mercado de trabalho”, sublinha Luís Campos, coordenador para a área dos cuidados hospitalares.

Foto
Paulo Pimenta

O número de profissionais no Serviço Nacional de Saúde (SNS) nunca foi tão elevado, mas, a manter-se o ritmo actual e quando faltam ainda dois meses para o final do ano, em breve será ultrapassado o recorde de horas extraordinárias. O absentismo também disparou, numa altura em que se multiplicam os alertas e as denúncias de hospitais em situação de pré-ruptura, sobretudo nos serviços de urgência, onde a afluência já regressou aos níveis anteriores à pandemia.

Sugerir correcção
Comentar