Quatro mortes e 604 casos de covid-19 em Portugal. Número de internados é o mais baixo em quatro meses

Há menos cinco pessoas internadas nos hospitais portugueses, contabilizando-se agora um total de 269 pacientes hospitalizados com covid-19. Há também menos três pessoas com a doença em unidades de cuidados intensivos, num total de 52.

Portugal registou, no sábado, quatro mortes e 604 novos casos de infecção pelo coronavírus SARS-CoV-2, de acordo com os dados mais recentes da Direcção-Geral da Saúde, divulgados este domingo. Há mais de um mês que não se registava um número tão elevado de casos a um domingo — desde 19 de Setembro, data em que foram contabilizados mais 677 infectados.

Há menos cinco pessoas internadas nos hospitais portugueses, contabilizando-se agora um total de 269 pacientes hospitalizados com covid-19. Os internamentos têm vindo a diminuir há três dias consecutivos, com o país a contabilizar actualmente o número mais baixo de internados dos últimos quatro meses — desde o boletim de 6 de Junho, que dava conta de 265 pessoas hospitalizadas com covid-19.

Há também menos três pessoas com a doença em unidades de cuidados intensivos, num total de 52.

No total, o país contabiliza 18.133 óbitos por covid-19 e 1.085.138 casos confirmados desde Março de 2020.

Segundo os dados que constam do boletim, Lisboa e Vale do Tejo soma 37% dos novos casos reportados a nível nacional, tendo registado mais 226 infectados. Já a região Norte contabiliza mais 160 casos (26%).

Recuperaram da doença mais 243 pessoas, contabilizando-se agora um total de 1.035.693 recuperados. Há ainda a registar mais 357 casos activos de infecção, num total de 31.312 — este número resulta da subtracção do total de recuperados e de óbitos ao total de casos positivos.

Dos quatro óbitos registados nas últimas 24 horas, um foi na zona de Lisboa e Vale do Tejo, dois no Norte e um no Algarve. Entre as vítimas mortais, um homem e uma mulher pertenciam à faixa etária entre os 70 e 79 anos; e um homem e uma mulher tinham 80 anos ou mais.

Portugal encontra-se no quadrante amarelo, mas a tender para a zona laranja da matriz de risco que monitoriza a evolução da situação epidemiológica no país.

Segundo a actualização desta sexta-feira, o índice de transmissibilidade do vírus — designado por R(t) — mantém-se em 1,02 – a nível nacional e continental – e a incidência subiu para 86,1 a nível nacional e 86,5 casos de infecção por cada 100 mil habitantes a nível continental. Estes indicadores habitualmente são actualizados às segundas, quartas e sextas.

Lisboa e Vale do Tejo contabiliza um total acumulado de 419.074 casos confirmados desde o início da pandemia, sendo a zona do país com maior número de infecções. Seguem-se o Norte, com 414.820 casos; o Centro, com 145.775 casos (mais 131 em relação ao dia anterior); o Algarve, com 43.660 infectados (mais 47) e o Alentejo, com 40.007 casos (mais 13). O arquipélago dos Açores regista um total de 9247 casos de infecção (mais 13) e a Madeira contabiliza 12.555 casos (mais 14).

Lisboa e Vale do Tejo regista 7716 mortes por covid-19 acumuladas desde Março e a região Norte 5595. O Centro contabiliza 3176 mortes causadas pela doença, o Alentejo 1051 e o Algarve 478. Nos arquipélagos, os Açores contabilizam um total de 44 mortes por covid-19 e a Madeira mantém-se com 73.