Número de casos de covid-19 aumenta em Portugal: mais 930 infecções e oito mortes

Há mais de 30 mil infecções activas no país e 33 concelhos não têm novos casos de infecção. O número de infecções diárias tem tido uma tendência crescente desde o início do mês, mas tem estado abaixo das 1000.

Há mais 930 casos de infecção e oito mortes por covid-19 em Portugal, segundo os dados divulgados esta sexta-feira pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), que correspondem à totalidade da informação recolhida na quinta-feira. Há menos duas pessoas internadas com covid-19 (num total de 284) e mais dois internamentos em unidades de cuidados intensivos (num total de 60).

Ao todo são 30.805 as pessoas com infecção activa em Portugal. Recuperaram da doença 678 pessoas no último dia.

O número de infecções diárias tem tido uma tendência crescente desde o início do mês, mas tem estado abaixo dos 1000 novos casos – foi a 17 de Setembro que esta barreira foi ultrapassada pela última vez, quando se registaram 1023 casos. No total, há mais de 30 mil pessoas com a infecção activa em Portugal. O número de casos divulgados esta sexta-feira é o mais elevado num mês: foi a 18 de Setembro que se registaram 939 casos. Há dois dias, a 20 de Outubro, houve 927 casos.

A média de casos por semana subiu da primeira para a segunda semana de Outubro: na primeira (3 a 9 de Outubro) houve uma média de 592 casos diários por cada dia da semana e, na segunda semana (10 a 16 de Outubro), foram 646 casos. Com os dados disponíveis para os últimos seis dias, obtém-se uma média de 718 casos diários. Desde domingo, só houve dois dias em que os casos foram inferiores a 800: os 465 registados no domingo e os 291 registados na segunda-feira.

A maior parte dos novos casos foi registada na região de Lisboa e Vale do Tejo (foram 377 infecções e uma morte) e na região norte (com 223 casos e duas mortes). Seguem-se a região centro, com 186 novos casos e duas mortes; o Alentejo, com 53 novas infecções e duas mortes; e o Algarve, com 52 novos casos e uma morte. Na Madeira registaram-se 22 novos casos e os Açores têm 17 infecções registadas na quinta-feira.

Das pessoas que morreram com covid-19 na quinta-feira, quatro tinham mais de 80 anos e quatro tinham idades entre os 70 e 79 anos. 

No dia anterior, tinham sido registados 865 casos e oito mortes por covid-19

Incidência sobe

O R(t) mantém-se em 1,02 – a nível nacional e continental – e a incidência subiu para 86,1 a nível nacional e 86,5 casos de infecção por cada 100 mil habitantes a nível continental. 

A incidência corresponde ao número de pessoas infectadas com o coronavírus SARS-CoV-2 (que causa a doença covid-19) por cada 100 mil habitantes. Já o índice de transmissibilidade, também conhecido como R(t), corresponde ao número de pessoas que são, em teoria, contagiadas por alguém com a infecção activa.

Estes dois indicadores têm aumentado nos últimos dias (como pode ver na evolução temporal no gráfico no cimo da notícia)​, a tender para a zona laranja da matriz de risco. A última actualização, feita na quarta-feira, indicava que a incidência era de 84,4 casos por cada 100 mil habitantes – tanto a nível nacional como no continente – e que o R(t) era de 1,02 – um valor igual no continente e a nível nacional.

Os casos de infecção têm aumentado pela Europa, mas Portugal entra na lista dos dez países com menor incidência da covid-19 no continente europeu, segundo os dados disponibilizados pelo Centro Europeu de Controlo de Doenças (ECDC).

Há 33 concelhos sem casos

O boletim epidemiológico desta sexta-feira contempla também a incidência de novas infecções pelos concelhos portugueses. Existem menos oito concelhos sem casos. Na semana passada, havia 41 concelhos sem casos e são agora 33 os concelhos com uma incidência de zero casos (de acordo com a incidência cumulativa de 7 a 20 de Outubro). São eles: Aguiar da Beira, Alcoutim, Alfândega da Fé, Aljustrel, Armamar, Arraiolos, Arronches, Boticas, Castanheira de Pêra, Castelo de Vide, Celorico da Beira, Constância, Corvo, Fornos de Algodres, Freixo de Espada à Cinta, Fronteira, Gavião, Lajes das Flores, Mêda, Monforte, Mortágua, Penela, Ponta do Sol, Santa Cruz da Graciosa, Santa Cruz das Flores, Tabuaço, Terras de Bouro, Vila Flor, Vila Nova de Paiva, Vila Nova de Poiares, Vila Velha de Ródão, Vila Viçosa e Vimioso.

Em risco extremo, acima de 960 casos por cada 100 mil habitantes a 14 dias, está um único concelho: Penedono, com 2138 casos. Na semana passada, eram três os concelhos em risco extremamente elevado: Alvito, Cuba e Penedono.