Covid-19 em Portugal: cinco mortes e 677 casos. Número de casos em UCI é o mais baixo dos últimos três meses

Portugal continua a aproximar-se da área verde da matriz de risco que monitoriza a evolução da situação epidemiológica no país.

Foto
Paulo Pimenta

Portugal registou, no sábado, cinco mortes e 677 novos casos de infecção pelo coronavírus SARS-CoV-2, de acordo com os dados mais recentes da Direcção-Geral da Saúde (DGS), divulgados este domingo.

No total, o país contabiliza 17.907 óbitos por covid-19 e 1.062.048 casos confirmados desde Março de 2020.

Há menos duas pessoas internadas nos hospitais portugueses, contabilizando-se agora um total de 455 pacientes hospitalizados com covid-19. Há também menos quatro pessoas com a doença em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), num total de 86.

Há mais de dois meses que não havia um número tão baixo de internados com covid-19 em Portugal — desde 26 de Junho, data em que o país contabilizou 447 internamentos. O número de pessoas hospitalizadas com a doença tem, aliás, vindo a diminuir há seis dias consecutivos.

O número de casos em cuidados intensivos é também o mais baixo dos últimos três meses — desde 16 de Junho, altura em que havia 83 pessoas em UCI. Os internados em cuidados intensivos têm vindo a diminuir há quatro dias consecutivos.

Segundo os dados que constam do boletim, a região de Lisboa e Vale do Tejo soma 34% dos novos casos reportados a nível nacional, tendo registado mais 228 infectados. Já a região Norte contabiliza mais 221 casos (33%).

Recuperaram da doença mais 651 pessoas, contabilizando-se agora um total de 1.010.168 recuperados. Há agora 33.973 casos de infecção activa em Portugal — este número resulta da subtracção do total de recuperados e de óbitos ao total de casos positivos.

Dos cinco óbitos registados nas últimas 24 horas, três foram na zona de Lisboa e Vale do Tejo, um no Norte e um no Alentejo. Entre as vítimas mortais, um homem e duas mulheres pertenciam à faixa etária entre os 70 e 79 anos; e um homem e uma mulher tinham 80 anos ou mais.

Portugal continua a aproximar-se da área verde da matriz de risco que monitoriza a evolução da situação epidemiológica no país.

Segundo a actualização desta sexta-feira, o índice de transmissibilidade do vírus — designado por R(t) — desceu para 0,83 a nível nacional e para 0,82 no território continental. A incidência também desceu e fixa-se actualmente em 173,6 casos de infecção por 100 mil habitantes, nos últimos 14 dias, em Portugal, valor que sobe para os 177,9 no continente. Estes indicadores são habitualmente actualizados às segundas, quartas e sextas.

Lisboa e Vale do Tejo contabiliza um total acumulado de 410.937 casos confirmados desde o início da pandemia, sendo a zona do país com maior número de infecções. Seguem-se o Norte, com 407.992 casos; o Centro, com 141.915 casos (mais 86 em relação ao dia anterior); o Algarve, com 41.950 infectados (mais 68) e o Alentejo, com 38.411 casos (mais 34). O arquipélago dos Açores regista um total de 8729 casos de infecção (mais 21) e a Madeira contabiliza 12.114 casos (mais 19).

Lisboa e Vale do Tejo regista 7652 mortes por covid-19 acumuladas desde Março e a região Norte 5544. O Centro contabiliza 3128 mortes causadas pela doença, o Alentejo 1016 e o Algarve 453. Nos arquipélagos, os Açores contabilizam um total de 42 mortes por covid-19 e a Madeira mantém-se com 72.