Preparem-se para aposentar o esquentador

A COP26 é tida como a última oportunidade para evitarmos os piores cenários de um mundo mais quente. Se, no final, os líderes mundiais baterem o martelo para o lado certo, os combustíveis fósseis vão desaparecer até 2050, a economia será eletrificada e podemos deitar fora o esquentador.

Se a COP26 – a conferência climática da ONU que começa dentro de uma semana em Glasgow – for um sucesso, podem ir dizendo adeus ao esquentador a gás. Não será para já. Mas se quisermos chegar à neutralidade carbónica nas próximas décadas, até o gás natural – o menos sujo dos combustíveis fósseis – tem de desaparecer das nossas casas.