Tony Soprano jovem fica na televisão em Portugal

Todos os Santos de Newark, a “prequela” de Os Sopranos sobre um jovem Tony Soprano, não vai estrear nos cinemas entre nós e passa directamente para VOD no final de Outubro

Foto
"Todos os Santos de Newark" centra-se num Tony Soprano adolescente, interpretado por Michael Gandolfini, filho do falecido James Gandolfini

Afinal, as aventuras de Anthony Soprano adolescente não vão chegar às salas portuguesas: Todos os Santos de Newark, a “prequela” da série televisiva Os Sopranos, não vai ter estreia em sala, iniciando carreira no videoclube da NOS a partir já deste dia 28. 

Escrito pelo criador da série, David Chase, com um dos seus argumentistas, Lawrence Konner, e dirigido por Alan Taylor, igualmente realizador de inúmeros episódios de Os SopranosTodos os Santos de Newark foi um dos títulos afectados pela pandemia de covid-19: inicialmente prevista para estrear em 2020, a longa-metragem acabou por ser um dos títulos que a major Warner Bros. decidiu lançar em simultâneo em sala e no seu serviço de streaming HBO Max, nos EUA, com estreia no passado dia 1 de Outubro. Mas os resultados de bilheteira norte-americanos foram modestos e a recepção da imprensa esteve longe de ser unânime, com muitos críticos a fazerem notar que o formato de longa-metragem tradicional com duas horas não fazia justiça à densidade a que a popular série nos habituara. 

Ao que o PÚBLICO apurou, a decisão de não estrear o filme em sala em Portugal vem do próprio estúdio, à imagem do que já acontecera com outros títulos Warner dos últimos 12 meses, como Judas e o Messias Negro de Shaka King (nomeado para seis Óscares e vencedor de dois, entre os quais Melhor Actor Secundário para Daniel Kaluuya), ou As Pequenas Coisas, de John Lee Hancock, com Denzel Washington e Jared Leto, que também não passaram pelas salas portuguesas. Ainda poucos dias antes do anúncio, a distribuidora Cinemundo, actual detentora dos direitos para cinema dos filmes da Warner, indicava ao PÚBLICO não ter agendada data de estreia do título para Portugal. 

Não é caso único — são, aliás, cada vez mais os filmes de grandes estúdios de Hollywood que vão directamente para os serviços de VOD (video-on-demand) e plataformas de streaming sem passar pela sala em muitos territórios internacionais. Entre os casos recentes contam-se Infinito, com Mark Wahlberg, e Sem Remorso, com Michael B. Jordan, cujos direitos internacionais foram vendidos pela Paramount à Amazon Prime Video; este serviço irá igualmente lançar em Janeiro o quarto título da série animada da Columbia Hotel Transilvânia, que chegou a estar agendado para estrear em sala este mês. 

Todos os Santos de Newark centra-se num Tony Soprano adolescente, interpretado por Michael Gandolfini, filho do falecido James Gandolfini, que criou a personagem na série de David Chase. A história acompanha o modo como, ao entrar na adolescência Tony transfere a sua afeição do pai, Johnny Soprano (Jon Bernthal), para Dickie Moltisanti (Alessandro Nivola); do elenco fazem ainda parte Vera Farmiga (no papel da mãe de Tony, Livia), Corey Stoll (o tio Junior), Ray Liotta e Leslie Odom Jr. O filme estará disponível no videoclube NOS já a partir do próximo dia 28 de Outubro, antes de seguir para os canais TVCine e outras plataformas em datas a anunciar.