Arcos de Valdevez abre Centro de Informação da Geodiversidade no Santuário da Peneda

Em pleno Parque Nacional da Peneda-Gerês nasce o GeoValdevez. O centro interactivo e multimédia visa, nomeadamente, sensibilizar os cidadãos para o ambiente.

Foto
Centro de Informação da Geodiversidade no Santuário da Peneda Divulgação / CM Arcos de Valdevez

Abriu ao público, esta sexta-feira, um novo Centro de Informação da Geodiversidade nos Arcos de Valdevez, distrito de Viana do Castelo. Situado no Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG), no Santuário da Peneda, o centro pretende “desafiar a população escolar e turística a explorar, partilhar e reflectir sobre as várias temáticas do ambiente, contribuindo, em simultâneo, para a promoção e sensibilização ambiental dos cidadãos, o estudo de temáticas ligadas ao ambiente, e a promoção da Reserva da Biosfera do PNPG,” diz o município em comunicado.

O objectivo é “transformar o espaço num grande centro informativo, onde estão identificados e interpretados um conjunto diverso de valores naturais, destacando a geologia e geomorfologia e a sua relação com os restantes valores naturais presentes”, acrescenta.

Tanto no exterior como no interior, o visitante tem acesso a um conjunto de informação com recurso a equipamentos multimédia.

No exterior, um ecrã interactivo não só apresenta a informação institucional do município como permite tirar fotos e aceder às informações turísticas actualizadas do concelho de Arcos de Valdevez.

Divulgação / CM Arcos de Valdevez
Divulgação / CM Arcos de Valdevez
Fotogaleria
Divulgação / CM Arcos de Valdevez

Já no interior são expostas amostras representativas dos granitos da região e uma maquete tridimensional do Concelho de Arcos de Valdevez. Com recurso a dois projectores de alta resolução, é difundida sobre a maquete informação de diversos temas, com destaque para a localização dos principais “geossítios”, carta geológica, carta de habitats, rede hidrográfica, carta de declives etc.

Uma cadeira giratória emparelhada com óculos de visualização tridimensional permite a visualização de conteúdos 3D. O movimento da cabeça do utilizador comanda o movimento giratório da cadeira aumentando desta forma o realismo da visualização.

Divulgação / CM Arcos de Valdevez
Divulgação / CM Arcos de Valdevez
Fotogaleria
Divulgação / CM Arcos de Valdevez

Segundo o comunicado, esta operação incluiu “a criação de um Plano Geo-educacional, o desenvolvimento de um Atlas da Geodiversidade, a elaboração de conteúdos para a valorização de percursos pedestres, bem como, conteúdos digitais para visitação virtual.”

Uma aplicação Móvel (app) dedicada à geodiversidade, ao património geológico, faunístico e florístico de Arcos de Valdevez, um documentário de curta duração, a execução de Painéis Interpretativos, Unidades Interactivas 3D, Postos Interactivos Tácteis, Placas Sinalizadoras e Interpretativas, com conteúdos de suporte à visitação, e execução de Estruturas para colocação de código QR também fazem parte deste projecto.

O projecto é co-financiado pelo FC, Programa Operacional POSEUR, Portugal2020, Eixo Prioritário 3 – Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos, com um Investimento Elegível de 342.555,00€ e Comparticipação Comunitária de 291.171,75€.