Agência Europeia de Medicamentos abre a porta à terceira dose da vacina a partir dos 18 anos

Autoridades de saúde pública de cada país europeu devem tomar a sua própria decisão, disse a EMA, que só para os doentes transplantados emitiu uma recomendação mais forte de receberem a terceira dose.

Foto
Cada país deve avaliar os benefícios e eventuais riscos de administrar uma terceira dose da vacina, diz a EMA Reuters/RONEN ZVULUN

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) pronunciou-se sobre a terceira dose da vacina da Pfizer-BioNtech contra a covid-19 e o que diz é que se pode considerar a sua administração “em pessoas com mais de 18 anos”, porque existem estudos que comprovam que os níveis de anticorpos sobem quando se dá uma dose de reforço cerca de seis meses após a segunda. Mas deixa a decisão de aplicar a dose de reforço para as autoridades de cada país.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários