São “residuais” os mortos ainda inscritos no recenseamento. Como são construídos os cadernos eleitorais?

O universo dos eleitores varia consoante as eleições. As respostas que se seguem, que procuram eliminar alguns equívocos sobre a forma como são construídos os cadernos eleitorais, foram elaboradas com base nos esclarecimentos prestados por escrito pela Secretaria-Geral da Administração Interna. E esta garante que os seus números estão mais perto da realidade do que as estimativas do INE.

Foto
Daniel Rocha

A que se devem as variações do número de eleitores com capacidade eleitoral nas últimas eleições (9.293.874 nas autárquicas de 2021 versus os 10.864.327 de inscritos nas presidenciais de Janeiro, por exemplo, ou os 10.810.674 inscritos nas legislativas de 2019?) 
Os eleitores nacionais residentes no estrangeiro não podem votar nas eleições autárquicas, ao contrário do que acontece nas eleições presidenciais, nas eleições para o Parlamento Europeu e para as eleições legislativas. Na eleição para a Presidência da República, em Janeiro de 2021, estavam inscritos 1.550.063 portugueses residentes no estrangeiro.

Sugerir correcção
Comentar