Uma vindima na serra de São Mamede por um vinho de talha sentimental

Na sua beleza e diversidade, a serra de São Mamede é um dos territórios mais empolgantes do país, até porque é a síntese do próprio país.

Foto
Ricardo Lopes

A meio das chuvas, que condenaram de vez uma colheita prometedora em muitas regiões do país, deixei o Douro e fui à serra de São Mamede fazer um vinho de talha com um amigo, o jornalista e escritor Rui Cardoso Martins, portalegrense da estirpe de José Régio. Levei enólogo e adegueiro. Fazer um vinho bom não requer apenas uvas boas, condição essencial, requer também sentimento e seriedade na adega - coisa bem diferente de erudição académica.

Sugerir correcção
Ler 5 comentários