Portalegre, a alquimia da serra

A serra de São Mamede separa a Beira Baixa do Alentejo e divide dois mundos. Por aqui passeamos com facilidade em solos diferentes, por aqui vamos tendo diversos microclimas. A forma como tudo isto se combina faz da serra um local muito especial. Para compor o ramalhete, as castas e a idade das vinhas jogam papel determinante.

Foto
Margarida Basto

Ao passear na serra no meio de uma vinha velha deparo-me com uma cepa não aramada e de braços compridos. Vou olhando com atenção para ver até onde chega. Encontro então braços com seis metros, rastejantes, com ar frágil mas não moribundo. Isto ainda dá uvas?, indago. Sim, claro, diz-me o lavrador, esta é uma Trincadeira que, como dizia a canção, “já não sabe a idade”. Trincadeira? Pergunto: mas não há por aqui alguma má vontade em relação a esta casta?