Auditoria no Arizona a pedido de Trump confirma vitória de Biden e aumenta vantagem

Recontagem dos resultados da eleição presidencial de 2020 durou cinco meses e é vista como um tiro no pé dos apoiantes do ex-Presidente dos EUA. Mas o relatório final abre espaço para a aprovação de novas restrições no acesso ao voto nos estados republicanos.

Foto
Apoiante de Donald Trump no Arizona Reuters/CHENEY ORR

Uma auditoria aos votos da eleição presidencial norte-americana no estado do Arizona, feita por apoiantes de Donald Trump e sem a participação de entidades independentes, confirmou a vitória de Joe Biden em Novembro de 2020 e pode fragilizar ainda mais as queixas infundadas de fraude eleitoral lançadas pelo ex-Presidente dos EUA.