Isabelle Huppert: a pequena coleccionadora de fogos-de-artifício

Um filme suficientemente dócil para permitir que a sua vedeta reivindique um pequeno espectáculo.

Foto
O pequeno espectáculo Isabelle Huppert: Agente Haxe

É uma versão “benigna” do filme-veículo. Não aquela em que toda a empresa se funda no ego de um actor por exemplo (seria essa a “malignidade”), mas aquela em que a persona do actor engrandece a actividade, dá-lhe razão de ser, é a sua nobreza. Estamos a falar de Isabelle Huppert e de Agente Haxe, de Jean-Paul Salomé (La Daronne, no original).

Sugerir correcção
Comentar