AUKUS: UE fala em “falta de lealdade e de transparência” por parte dos EUA

Dirigentes da União Europeia discutiram em Nova Iorque o novo pacto militar entre os EUA, a Austrália e o Reino Unido. Documentos mostram que o negócio da venda de 12 submarinos franceses aos australianos já enfrentava problemas.

Foto
Josep Borrell na conferência de imprensa que se seguiu ao encontro dos ministros da UE em Nova Iorque JASON SZENES/EPA

A Alemanha colocou-se esta terça-feira firmemente ao lado da França nas críticas aos Estados Unidos por terem negociado uma aliança de defesa em segredo com a Austrália e com o Reino Unido – um pacto que teve como primeira consequência a perda por parte de Paris de um lucrativo acordo que envolvia a venda de 12 submarinos ao Governo australiano. “Precisamos todos de nos sentar à mesa; a confiança perdida tem de ser reconstruída – e isso obviamente não vai ser fácil”, disse em Bruxelas o ministro alemão dos Assuntos Europeus, Michael Roth.